São Borja
Segunda-feira 11 de Dezembro de 2017


Adolescente é preso após cometer uma série de ataques com ácido em Londres

A polícia britânica prendeu um adolescente de 16 anos, nesta sexta-feira (14), após uma série de ataques com ácido em Londres, capital da Inglaterra. Em cerca de 90 minutos, pelo menos cinco pessoas foram queimadas no rosto, segundo autoridades locais. Uma delas está em estado grave.

Os crimes foram cometidos nos bairros de Hackney, Stoke Newington e Islington, de acordo com a polícia, e provavelmente tratam-se de assaltos com o uso de ácido. O detido, cuja identidade não foi divulgada, foi levado para uma delegacia do Leste de Londres sob a suspeita de roubo e lesões corporais graves. Outro suspeito fugiu.

Em um dos ataques, um homem de 32 anos que viajava em uma motocicleta ficou com ferimentos no rosto depois que outros dois homens que seguiam também em uma moto lhe jogaram uma substância corrosiva, com um deles roubando seu veículo.

Os criminosos fugiram em seguida com as duas motos, segundo explicaram os policiais. A comissária da Polícia Metropolitana de Londres, Cressida Dick, afirmou que os ataques com ácido são relativamente raros, mas o número de incidentes é crescente na capital inglesa.

“Não quero que as pessoas achem que isso está acontecendo por toda Londres o tempo todo. Realmente, não é isso, mas estamos preocupados porque os números parecem estar crescendo”, disse ela em uma entrevista.

“Os ataques com ácido são completamente desumanos”, completou. “O ácido pode causar ferimentos terríveis”. De acordo com a BBC, desde 2010, 1.800 ataques envolvendo fluídos corrosivos foram registrados em Londres. No ano passado, foram 458 registros, contra 261 em 2015.

Em abril deste ano, ácido foi jogado em uma multidão em uma casa noturna no Leste de Londres, deixando duas pessoas parcialmente cegas e outras desfiguradas. Especialistas dizem que o ácido está se tornando a arma preferida de muitos criminosos para assaltos porque seu porte não é ilegal e a substância pode ser comprada em qualquer ferragem.

Prisão perpétua

Um jovem britânico que planejou um ataque em um show de Elton John em Londres no 15º aniversário dos atentados de 11 de setembro de 2001 foi condenado à prisão perpétua neste mês.

Haroon Syed, de 19 anos, se declarou culpado de planejar um ataque terrorista entre abril e setembro de 2016 e foi condenado a cumprir ao menos 16 anos e meio de pena. Syed admitiu ter procurado alvos em potencial na internet, incluindo uma apresentação de Elton John no Hyde Park e Oxford Street, um endereço comercial movimentado.

“Haroon Syed é claramente um perigo para o público que estava preparado para realizar ataques indiscriminados contra pessoas inocentes”, disse Deb Walsh, vice-diretora da Divisão de Contraterrorismo. Syed usou a internet para tentar obter armas que empregaria em um possível ataque e recorreu a redes sociais para contactar pessoas que acreditava serem apoiadores do Estado Islâmico de mentalidade semelhante.

 Fonte:osul.com/Foto: Reuters