São Borja
Quarta-feira 18 de Outubro de 2017


Renato valoriza vitória em meio a problemas por lesões

Treinador do Grêmio espera recuperar maior parte dos titulares com parada do Brasileirão

O técnico Renato Portaluppi valorizou a capacidade do Grêmio de superar os desfalques e vencer o Fluminense na tarde deste domingo na Arena. Por conta de problemas envolvendo lesões e suspensões, o treinador conseguiu escalar apenas cinco titulares nesta tarde. Renato agora confia na parada que o Campeonato Brasileiro vai ter por conta das Eliminatórias para esvaziar o departamento médico.

“O mais importante foi que a gente venceu, que conquistou os três pontos. O nosso objetivo é estar sempre lá em cima, continuar brigando pelo Brasileirão e, na pior das hipóteses, conseguir uma vaga na Libertadores. A gente tem tido muitos problemas e não é fácil. Não sou de reclamar, mas são muitas lesões”, afirmou o treinador.

Renato citou as críticas recebidas pelo fato de o Grêmio não repetir o bom futebol de alguns meses atrás e disse ser impossível ter aquele rendimento com tantos problemas. Ele usou o confronto com o Botafogo pela Libertadores como exemplo de superação que a equipe conseguiu ter.

“Muitas vezes eu ouço as pessoas fararem que o Grêmio não vem jogando aquele futebol que encantou o Brasil. Como? É impossível manter. Você perde seis ou sete jogadores e querem que jogue da mesma forma. Se não dá para jogar bonito, a gente joga e ganha os jogos. Contra o Botafogo jogamos completamente quebrados. Isso facilitou para o Botafogo, que não perdeu ninguém. O Grêmio perdeu vários atletas. As pessoas não podem exigir aquele Grêmio de dois meses atrás, que não tinha vendido ninguém e não tinha lesões. Hoje temos 50% daquele time no departamento médico”, citou o treinador.

A meta do Grêmio agora é aproveitar a parada de 10 dias para recuperar os jogadores que estão no departamento médico. Renato acredita que contra o Cruzeiro, no próximo dia 11, terá quase todo o elenco à disposição. As exceções devem ser Michel, que passou por cirurgia, e Arroyo, que sofreu uma lesão muscular.

“Vamos tentar tirar todo mundo do departamento médico, a exceção do Arroyo e do Michel. Agora teremos dois dias de folga. Na próxima quarta-feira vou ter uma reunião com eles e, a partir daí, vamos pensar 100% nos jogos do Brasileirão e Libertadores”, finalizou.

Com a vitória sobre o Fluminense, o Grêmio conseguiu diminuir a distância para o líder Corinthians, que empatou com o Cruzeiro. O Tricolor ainda é o terceiro colocado, com 46 pontos. O Timão tem 55 e o Santos, vice-líder, tem 47.

 Fonte: Correio do Povo/ Foto: Lucas Uebel / Grêmio / Divulgação / CP