São Borja
Segunda-feira 11 de Dezembro de 2017


Adelar Bertussi: morre um dos símbolos da música gaúcha

A confirmação da morte de um dos mais representativos artistas do Rio Grande do Sul foi publicada na página do grupo Os Bertussi. Referência quando o assunto era a gaita, Adelar morreu aos 84 anos em um hospital na cidade de Campo Largo, região de Curitiba.

Ele estava no Paraná para tocar um baile na capital do estado. Leia a nota oficial: “Informamos com muito pesar o falecimento de Adelar Bertussi, com seus 84 anos. Ele lutou pela vida, mas Deus quis ele do seu lado.

Em breve daremos mais informações. Obrigado por todas as orações fãs e amigos!”

Adelar Bertussi Siqueira nasceu em Caxias do Sul/RS, no dia 10 de Fevereiro de 1933. Criou com seu irmão Honeyde Bertussi (26 de fevereiro de 1923 – 04 de Janeiro de 1996) um grupo de baile que recebeu o nome de Irmãos Bertussi por um radialista.

Os “Irmãos Bertussi” marcaram época na música Brasileira a partir de 1955. Adelar e seu irmão foram os pioneiros da música tradicionalista gaúcha, e também foi o primeiro grupo a incluir a bateria em bailes, fato inédito, porque na época os artistas se apresentavam nos bailes com um pandeiro, uma gaita, um violão e um bumbo legüero.

Adelar deixou ‘Os Bertussi’ no ano de 1998, e passou o cargo para seu filho Gilney Bertussi. O conjunto “Os Bertussi”, liderado agora por Gilney Bertussi, filho de Adelar, continua a gravar discos e a animar bailes com o estilo inconfundível. Não é a toa que eles se referem constantemente à “Música Bertussi”. Com toda a razão, eles criaram escola.

Por último, Adelar apresentava-se em shows pelo Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

 

Fonte: Rádio São Luiz

 

Foto: divulgação