São Borja
Sábado 16 de Dezembro de 2017


Cesta básica de Porto Alegre cai 2,04%, mas ainda é a mais cara do Brasil

Dos 13 produtos pesquisados, nove registraram redução de preço. Cesta básica na capital gaúcha custa R$ 436,68.

O valor da cesta básica de Porto Alegre teve queda de 2,04% em setembro, passando a custar R$ 436,68. Os dados foram divulgados nesta quarta-feira (4) pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese).

No ano, a cesta básica está 4,87% mais barata e em 12 meses registrou retração de 8,59%.

Apesar da queda, Porto Alegre segue tendo a cesta básica mais cara do país, seguida por São Paulo e Florianópolis.

Na avaliação mensal, dos 13 produtos pesquisados, nove registraram redução de preço: a batata (-12,40%), o tomate (-9,81%), o feijão (-4,58%), o açúcar (-3,70%), o óleo de soja (-1,79%), o leite (-1,73%), o café (-1,10%), a carne (-1,04%) e o pão (-0,47%).

Feirantes confirmam queda e dão dicas

Pelo quarto mês consecutivo, a alimentação básica teve redução nos preços. No acumulado do ano, a dupla feijão e arroz está 17,5% mais barata. A carne bovina baixou 4,46% e o frango teve queda de 8,56%.

Os preços dos legumes e frutas também vêm baixando. O morango, por exemplo, teve uma redução de mais de 80%.

Desde o início do Plano Real, os preços só tinham baixado assim duas vezes: em 1997 e em 2006.

“Está sendo influenciado pela safra, uma safra importante. O clima é importantíssimo nesse momento, e com isso os preços acabam caindo bastante”, analisa o economista Everton Lopes.

Os feirantes confirmam a tendência e sugerem os produtos que estão mais em conta.

“O feijão andou baixando. O feijão carioca está mais em conta agora, é um feijão mais leve. E feijão preto está muito bom também, dá um caldo grosso, encorpado, um caldo bem bom”, diz Luis Roberto Kilpp.

“A manga, o abacaxi, o moranguinho, a maçã, o mamão teve uma queda, porque estava bem mais alto o preço, e hoje ele está bem mais em conta”, explica Isabel Oliveira.

“A manga de R$ 5,98 passou para R$ 3,98. Ou seja, R$ 2 em quilo dá bastante diferença na hora do peso na balança”, completa.

E os produtos da estação estão atrativos.

“Temos bastante produto da safra agora começando com a abobrinha, um produto que vinha com uma margem de preço de R$ 6,90, R$ 7,90, e agora baixou bastante, estamos com R$ 3,90”, indica o feirante Lucas Garcia.

 Fonte: G1.RS/ Foto: Reprodução/RBS TV