São Borja
Sábado 21 de Outubro de 2017


Varejo gaúcho aposta em alta de 5% nas vendas para Dia da Criança

Projeto otimista é sustentada pelo preço dos brinquedos, que acompanhou variação média da economia

As vendas do comércio varejista gaúcho para o Dia da Criança, comemorado no dia 12, devem registrar alta real de 5% na comparação com igual período de 2016. Segundo a Fecomércio-RS, importantes movimentos contribuem para a projeção otimista, como por exemplo, o comportamento de preços dos brinquedos – item mais procurado pelos consumidores na data —, que nos últimos 12 meses até agosto de 2017 acompanhou a variação média da economia, com alta de 2,02%.

A dinâmica dos preços dos brinquedos também contou com a ajuda do câmbio, variável de grande influência na definição de preços dos importados. Ainda pelo lado positivo, pesa na estimativa da Fecomércio-RS o cenário de melhora da economia, ainda que tímida, que registrou menor pessimismo entre os consumidores.

“A conjuntura de juros mais baixos e inadimplência em queda completa o cenário favorável para as vendas”, ressaltou o presidente da Fecomércio-RS, Luiz Carlos Bohn. Além dos brinquedos, outros setores como vestuário, calçados, jogos e eletrônicos devem sentir reflexos positivos nas vendas neste 12 de outubro.

O fator demográfico surge como limitante às vendas para o público infantil. Segundo o IBGE, entre 2016 e 2017, a população gaúcha com até 14 anos deve cair 1,8%, percentual que chega a uma redução de 20,7% diante de 2000. “Junto ao fator demográfico, os lojistas terão o desafio de vender para um consumidor que volta a ter confiança em comprar”, afirma Bohn. “Esse cenário de recuperação gradual da economia afeta a intenção de consumo. O indicador mensal da Fecomércio-RS que apura o nível de otimismo chegou a 74,6 pontos em agosto ante agosto de 2016 (56,3 pontos).”

 Fonte: Correio do Povo/ Foto: André Ávila / CP Memória